Ministério investiga suposta fraude no Minha Casa Minha Vida

 

A irregularidade foi denunciada hoje pelo jornal carioca O Globo

Brasília - O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, abriu sindicância e pediu neste sábado que as autoridades policiais iniciem uma investigação sobre supostas fraudes no projeto 'Minha Casa Minha Vida' que foram denunciadas pela imprensa.

Em nota oficial, Ribeiro informou que se comunicou com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para pedir que a Polícia Federal investigue as denúncias, segundo as quais houve fraudes que permitiram o desvio de pelo menos R$ 500 mil do projeto.

O jornal 'O Globo' publicou hoje que 'pequenos construtores' que foram contratados para o projeto de casas populares disseram que para participar das obras em cidades com menos de 50 mil habitantes deveriam pagar comissões equivalentes a até 35% do valor dos imóveis.

O veículo sustenta que esses 'pequenos construtores' disseram que as comissões deveriam ser pagas a uma empresa criada por um grupo de ex-funcionários do Ministério das Cidades, entre os quais citaram Daniel Vital Nolasco, que dirigiu um departamento desse escritório diretamente vinculado ao projeto.

Segundo dados oficiais, no programa, que é financiado com recursos públicos, já foi construído e entregue 1,6 milhão de casas nos últimos quatro anos.

Fonte: exame.abril.com.br